Cuide das suas métricas

“Se você não pode medir, você não pode gerenciar”. Atribuída a Peter Drucker, é mais uma frase clichê nesse mundão corporativo, mas que deve ser levada muito a sério. Pensando em um dia-a-dia de uma equipe de produto, quantas informações podemos extrair dos dados que estão disponíveis? São inúmeras possibilidades, variações & detalhamentos que carregam informações preciosas e que deveriam ser base para qualquer tomada de decisão.

 

Responder a mudanças mais que seguir um plano

 

 

 

O quarto e último ponto do manifesto ágil diz que devemos priorizar responder a mudanças em relação a seguir um plano. Devemos usar o poder das métricas e a sua sábia leitura para interpretar as mudanças que devem ser realizadas, para o bem do produto, do projeto, da equipe e, por consequência, para o bem do seu dinheiro.

Alistair Cockburn, em sua famosa talk na qual fala sobre o coração da agilidade, diz que deveríamos reduzir, ou resumir, a agilidade em 4 palavras:

Colaborar, Entregar, Refletir & Melhorar

Segundo Cockburn, este deveria ser o ciclo básico de um projeto ágil. Um bom acompanhamento de métricas é fundamental para pelo menos 25% deste ciclo: refletir. Ou seja, validar o que os nossos números estão nos dizendo. Quais comportamentos podem ser observados? Como podemos validar as melhorias que estamos propondo? Sem isso, tenha certeza, tudo não vai passar de feeling, de aposta e isso não quer dizer nada. No melhor caso, teremos 50% de chances de acertar alguma coisa.

Então, amigos, o que digo é: cuide bem das suas métricas. Valide com frequência. Olhe para suas métricas como se estivesse dirigindo um carro e acompanhando a velocidade para não ultrapassar os limites da estrada, ou de olho no nível de combustível para não ficar na mão. Não deixe para analisar seus dados somente quando você é cobrado ou para confirmar que tudo está indo pro brejo. Esteja atento aos seus dados e se fundamente neles para guiar as inúmeras conversas difíceis que surgirão pelo caminho (Quando é que vai ficar pronto? Vocês estão muito devagar!). Mais além, envolva a sua equipe, explique a importância das métricas e porquê medir, ajude-os a entender o que cada uma diz, deixe visível. Aproveite a sua reunião diária para acompanhar!

Em um outro post pretendo detalhar um pouco mais sobre algumas métricas que uso no meu dia-a-dia, mas deixo aqui um livro de referência para quem quiser aprofundar mais no assunto: Actionable Agile Metrics for Predictability.

É isso, até a próxima!

 

Créditos da foto: Awesome In-flight photos taken by pilots from the cockpit

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s